Construção CES

O Sistema CES, Construção Energitérmica Sustentável, compreende os sistemas construtivos Steel Frame e Wood Frame. É amplamente utilizado em países desenvolvidos como Estados Unidos e Canadá, aonde mais de 90% das casas são construídas em CES.

A principal característica desse sistema é o uso de uma estrutura de perfis leves de aço (Steel Frame) ou de madeira (Wood Frame), contraventadas com placas estruturais LP OSB Home, que funcionam em conjunto, dando rigidez, forma e sustentação à edificação.

As estruturas de madeira ou aço em conjunto com as placas estruturais LP OSB Home permitem a construção de edificações leves tão resistentes quanto às de concreto. Extremamente flexível, o sistema CES permite a utilização de qualquer tipo de acabamento exterior e interior, pode ser aplicado em qualquer estilo arquitetônico e é indicado tanto para edificações uni familiares de qualquer porte, como para construções multifamiliares e em altura de até cinco pavimentos.

O termo Construção Energitérmica Sustentável (CES) transmite de forma clara as principais características da construção:

• Energitérmica: Pelo ótimo desempenho térmico da edificação e pelo ganho na economia de energia, tanto durante o processo construtivo, bem como, após a ocupação do imóvel.

• Sustentável: Devido ao uso de materiais ecológicos, como o OSB, melhor eficiência energética do sistema, ótimo desempenho térmico e acústico, redução do desperdício de materiais, menor geração de resíduos (menos de 1%), redução de consumo de água e baixa emissão de CO2.

VANTAGENS

• Garantia e Durabilidade: O sistema utiliza produtos de alta tecnologia com garantias estendias de até 30 anos. Edificações executadas no Sistema CES duram várias gerações assim como no sistema convencional em alvenaria.

• Menor prazo de execução: Redução de até 60% no tempo da obra em comparação a processos convencionais.

• Desempenho: O Sistema CES confere à edificação um ótimo desempenho térmico e acústico, além de cumprir todas as exigências da NBR 15575, que regula a construção de edifícios habitacionais de até cinco pavimentos.

• Maior área útil: As seções das paredes e estruturas são mais esbeltas do que as equivalentes em alvenaria, ampliando o espaço interno em até 4% da área útil da edificação.

• Custo até 30% menor: Devido ao menor prazo de execução, racionalização da mão-de-obra e de materiais, maior produtividade, maior fidelidade ao orçamento, menor custo de fundação por ser uma construção leve e com sistema de distribuição de cargas uniforme e redução dos custos indiretos.

• Retorno do investimento mais rápido: Em função da maior velocidade na execução da obra, o sistema traz um ganho adicional pela ocupação antecipada do imóvel e pela rapidez no retorno do capital investido.

• Fidelidade Orçamentária: por ser um sistema inteligente, o orçamento previsto é igual ao realizado.

• Racionalização de materiais e mão-de-obra: É um sistema construtivo industrializado, reduzindo significativamente o desperdício de materiais com índices abaixo de 1%. Como parâmetro o sistema convencional tem perdas de até 30%.

• Organização do canteiro de obras: Como a estrutura pode ser industrializada, a presença de grandes depósitos de areia, brita, cimento, madeiras e ferragens são eliminada do canteiro. O ambiente limpo com menor geração de resíduos oferece melhores condições de segurança ao trabalhador, contribuindo para a redução dos acidentes na obra.

• Versatilidade: Extremamente flexível, a construção CES aceita qualquer tipo de acabamento exterior e interior, permitindo diversos estilos arquitetônicos. É indicada para edificações comerciais ou residenciais de até 5 pavimentos.

• Resistência: O sistema constituído de perfis contraventados com painel LP OSB Home confere resistência superior ao sistema convencional, resistindo a ventos de até 300 km/h.

• Manutenção: Maior facilidade e praticidade, evitando os tradicionais “quebra-quebras”, além da redução de custos de manutenção em 1/3 quando comparado aos sistemas convencionais, devido à garantia e durabilidade dos materiais empregados.

• Baixa emissão de CO2: O Sistema CES emite aproximadamente 5 vezes menos CO2 , quando comparado ao processos construtivos convencionais.

• Preservação do meio ambiente: Redução do consumo de energia na construção em comparação aos sistemas tradicionais. Posteriormente, traz também redução no consumo com equipamentos de condicionamento do ar, uma vez que a construção tem melhor qualidade térmica.

PASSO A PASSO

Fotos Semana Passo Descrição
1a_semana Fundação O sistema CES permite o uso de qualquer tipo de fundação. Por sua estrutura leve e distribuição uniforme de cargas, os dois tipos mais utilizados de fundação são: radier ou sapata corrida. Nesta obra foi utilizado radier.
2a_semana Estrutura A estrutura pode ser feita com perfis leves de aço (Steel Frame) ou madeira (Wood Frame).
1a_semana Contraventamento com LP OSB Home e Cobertura O LP OSB Home é a melhor placa estrutural do mundo.Contraventa e veda a estrutura de paredes, entrepisos e telhados.Por isso, as paredes executadas com LP OSB Home dispensam o uso de fitas e barras de resistência. Na obra, foi utilizado o sistema de cobertura Shingle que garante 100% de estanqueidade.
1a_semana Finalização da cobertura e início da laje seca A aplicação de LP OSB Home sobre vigamento metálico ou de madeira garante a resistência da laje e permite a aplicação de diversos revestimentos.
1a_semana Revestimento Externo A aplicação da LP Membrana garante a estanqueidade e a adequada ventilação contra a umidade externa. Podendo, sobre esta, ser aplicados os revestimentos: LP Siding Vinílico (PVC), LP SmartSide Lap (Siding de madeira), LP SmartSide Panel H (painel com ranhuras horizontais), grafiato, placa cimentícia e estuco.
1a_semana 6ª a 8ª Revestimentos internos e decoração A Construção Energitérmica Sustentável oferece rapidez de execução, rápido retorno do investimento, custo até 30% menor, ótimo desempenho térmico e acústico da edificação, menor desperdício de materiais (menos de 1%), redução do consumo de água e baixa emissão de CO2.